Como realizar o Evangelho no Lar?

Por ser um hábito novo precisamos de um roteiro para realizá-lo.

            Segue abaixo nossa sugestão para este roteiro:

  • Escolher um dia e um horário da semana em que seja possível a presença de todos os membros da família ou da maior parte deles.
  • Convidar todos que convivem em seu lar, se não puderem ou não quiserem participar, faremos sozinhos, só fisicamente, na certeza de que Jesus se fará presente através de seus Mensageiros.
  • Observar rigorosamente este dia e horário para facilitar a assistência espiritual e solidificar o hábito da reunião. O respeito ao dia e horário, escolhido em comum acordo com todos que irão participar, já demonstra o interesse e o valor que estamos dando a este momento. Caso surjam mudanças na rotina de nossas atividades e haja necessidade, podemos alterar este dia ou horário, sem problemas.
  • Evangelho no Lar pode ser realizado por uma só pessoa, caso não haja outros participantes. O roteiro é o mesmo e os benefícios também. É realizado sempre em voz audível, para ajudar na nossa atenção e assimilação dos textos lidos, mesmo quando estamos sós.
  • INÍCIO DA REUNIÃO

Prece Inicial: Convidar Jesus para estar conosco, através de uma prece simples e espontânea, que eleva nosso Espírito e prepara o ambiente para o nosso estudo. Podemos também orar, pausadamente, o “Pai Nosso”, maravilhosa prece ensinada por Jesus, refletindo sobre sua profundidade e sabedoria.

  • Leitura de “O Evangelho Segundo o Espiritismo”

Iniciar pelo Capítulo 1 e seguir até o Capítulo 28, ao final da Oração Dominical (Pai Nosso), lendo um item ou um pequeno trecho por semana, sempre em sequência.

  • Comentários e reflexões sobre o texto lido 

Refletir a respeito da leitura, comentando de modo simples e breve o que mais chamou a atenção no texto. Importante compreender que as atitudes dos participantes da reunião são fundamentais para que o estudo transcorra em um clima de muita paz e suaves emanações fluídicas. Não é preciso conhecer Doutrina Espírita para fazer os comentários, pois, não é uma palestra ou uma aula. É uma reflexão sobre a leitura, que também pode ser feita relendo as frases que mais chamaram atenção, que mais sensibilizaram os presentes. Devem ser evitados assuntos que gerem conflitos entre as pessoas presentes, censuras, julgamentos, conversações menos edificantes sobre tragédias, política, esportes ou religiões. Procurar utilizar as orientações lidas sempre para si mesmo.

  • VIBRAÇÕES

Após os comentários sobre o texto lido realizamos as VIBRAÇÕES.

Vibrar não é pedir. Vibrar é emitir e doar sentimentos e pensamentos de amor, tranquilidade, paz, harmonia e fé. 

VIBRAR é amar através do pensamento,é desejar o bem.

Sugerimos realizar estas vibrações de maneira objetiva, direcionando-as de forma simples:

             VIBRAR pela fraternidade, paz e equilíbrio de toda a humanidade.

            VIBRAR pela expansão e vivência da Mensagem de Jesus em todos os lares.

            VIBRAR pelo nosso lar, envolvendo toda a nossa família em vibrações de amor,

            fraternidade, saúde, paz e harmonia.

  • PEDIDO DE AUXÍLIO PARA A NOSSA PREOCUPAÇÃO DO MOMENTO: Após as vibrações podemos abrir este espaço para pedir proteção, amparo e sabedoria para vencer o desafio do momento, seja esta preocupação de ordem sentimental, material, física ou espiritual. Precisamos neste momento, envolver esta dificuldade ou esta pessoa em muita luz, pedindo a Deus que direcione nossos passos para que tenhamos sabedoria e ânimo para vencer este desafio, respeitando sempre a Sua Sabedoria e Sua Vontade.
  • MINUTO DE SILÊNCIO: Caso estejamos em duas ou mais pessoas, criar um minuto de silêncio para que cada um possa falar com Deus, no silêncio do seu coração. Todos nós temos desejo de dialogar intimamente com Jesus, todos nós temos nosso pedido secreto, nossas dúvidas mais íntimas, nossas necessidades individuais, que, às vezes, não queremos dividir com ninguém.
  • PRECE DE ENCERRAMENTO E AGRADECIMENTO: Também aqui nossa prece deve ser simples e espontânea, agradecendo a Deus e a Jesus por este nosso momento de paz e também por todo o amparo que nos dá, e que muitas vezes nem percebemos. Agradecer a visita dos Benfeitores Amigos que em nome de Jesus visitaram nosso lar, amparando nossa família, em um trabalho anônimo e grandioso. Aqui também podemos fazer a Prece do “PAI NOSSO”, ensinada por Jesus, pausadamente, prestando atenção em todas as suas frases.
  • TEMPO DE DURAÇÃO DO EVANGELHO: A duração do Evangelho no Lar varia de semana para semana, pois depende da extensão do texto lido e dos comentários que podem vir a ser realizados. Sugerimos que este tempo possa variar entre 15 a 30 minutos. É conveniente tomarmos cuidado para não nos prolongarmos demais nos comentários, evitando assim que o horário avance em demasia e a reunião se torne cansativa, especialmente quando há a presença de crianças e adolescentes.
  • APÓS O EVANGELHO NO LAR: Procuremos manter a harmonia do nosso lar, permitindo que a influência benéfica da visita dos Benfeitores amigos e a luz dos ensinos de Jesus permaneçam conosco por toda a semana. Para isto torna-se fundamental que mantenhamos a vigilância de nossas palavras, pensamentos e atitudes a fim de evitarmos o desequilíbrio e o surgimento de novos conflitos. Lembremos que as lições estudadas precisam ser valorizadas como receitas infalíveis para nosso encontro com a paz.

 Livro de Orientação para o Evangelho no Lar:

“Evangelho no Lar, Nosso Encontro com a Paz”, das Edições FEESP. Autora:- Vera Cristina Marques de Oliveira Millano