Conselho Deliberativo

Em sua estrutura administrativa a Federação Espírita do Estado de São Paulo tem como autoridade máxima, a reunião de todos os associados efetivos que formam a Assembleia dos Associados Efetivos, seguindo-se pelo Conselho Deliberativo – CD e depois pela Diretoria Executiva.

Para tornarem-se associados efetivos, pelo Estatuto vigente, de 12.11.2011, conforme o artigo 9:-

“Associados Efetivos: são os associados contribuintes que foram indicados e incluídos pela Diretoria Executiva no quadro de efetivos e atendam, cumulativamente, os seguintes requisitos:

I) sejam associados contribuintes há mais de 3 (três) anos, ou referendados pelo Conselho Deliberativo;

II) sejam indicados pelo Diretor da Área em que estejam prestando serviço voluntário há mais de 3 (três) anos;

III) contribuam mensalmente, para a manutenção dos objetivos da Federação, com valor igual ou superior ao fixado pela Diretoria;

IV) tenham completado o ciclo básico do conhecimento da Doutrina Espírita através dos Cursos: O Que É O Espiritismo, Básico I e II, Aprendizes do Evangelho I e II, Educação Mediúnica I e II;

V) não estejam vinculados à direção executiva de outros Núcleos Espíritas ou Espiritualistas ou órgãos governamentais.

VI) que tenham seu cadastro de associado da Federação preenchido e assinado de próprio punho juntando cópia da sua Cédula de Identidade (RG) e do Cadastro de Contribuinte Pessoa Física (CPF), comprovante de endereço e foto 3X4 recente”.

Desses Associados Efetivos, são formadas as chapas que concorrem às eleições para a formação do Conselho Deliberativo a cada triênio.

            Nestas eleições trienais é eleita a terça parte dos 48 conselheiros efetivos e todos os 48 conselheiros suplentes que irão compor o CD. Também são eleitos os conselheiros efetivos que preencherão as vacâncias havidas nos três últimos anos.

O Conselho Deliberativo é, portanto, formado por associados efetivos da FEESP, escolhidos nessas eleições que são realizadas a cada três anos, no mês de novembro, ou em data próxima, marcada pela Comissão Eleitoral e confirmada pelo Conselho Deliberativo.

            A chapa vencedora e mais dois terços dos Conselheiros Efetivos, já eleitos em eleições anteriores, terão a primeira reunião do novo Conselho Deliberativo após até, no máximo, sete dias da Assembleia Geral dos Associados Efetivos, que é realizada no dia das eleições.

           Nessa primeira reunião do novo Conselho Deliberativo é escolhida a nova Diretoria Executiva: Presidente, Vice-presidente e os sete Diretores das Áreas (Assistência Espiritual; Assistência Social e Educacional; Divulgação; Ensino; Federativa; Financeira; Infância, Juventude e Mocidade).

            O Conselho Deliberativo da FEESP reúne-se em oito reuniões ordinárias, por ano, nos meses de março a junho e de agosto a novembro, quando são votadas as ideias a serem implantadas, e esperamos sempre inspiradas pelos Benfeitores Espirituais encarregados da FEESP.

            Também é no Conselho Deliberativo que deve ser apresentada a visão geral da Casa, nos aspectos financeiro, fiscal, legal e patrimonial, assim como tudo o que diz respeito à direção de cada uma das sete Áreas da FEESP.

            Na última eleição trienal, que ocorreu excepcionalmente, em outubro de 2019, foi eleita a terça parte dos conselheiros efetivos, em número de 16 conselheiros para nove anos de mandato, terminando em 2027; e as 5 vacâncias que haviam, foram preenchidas, sendo uma vacância para 6 anos, que finda em 2024 e 4 vacâncias para 3 anos; que terminarão em 2021 e mais os 48 conselheiros suplentes, que sairão em 2021, porque os conselheiros suplentes renovam-se a cada triênio.

            Na primeira reunião do CD, após a última eleição que ocorreu em 03 de outubro de 2018, os conselheiros elegeram para o triênio 2019/2021:

 

  1. Corpo dirigente do CD, que atualmente está formado por: Presidente: Maria Isabel Cúrio Alcântara e Silva (Mabel), Vice-presidente: Marco Antonio Rodrigues Câmara, 1ª Secretária – Célia Velloso Silveira Cunha, 2ª Secretária – Eliana de Azevedo Crisce;
  2. Diretoria Executiva formada pelo corpo de Diretores da FEESP: Presidente: Roberto Watanabe; Vice-presidente: Miriam Ofir Barbosa; Diretora da Área de Assistência Espiritual: Sueli Tomie Hatakeyama Katayama Kasai; Diretora da Área de Assistência Social – Damaris Marin Ramos; Diretor da Área de Ensino: Antonio Roberto Pinto de Magalhães; Diretora da Área Federativa: Ieda Porfírio de Moraes; Diretora da Área Financeira: Maria Lindinete Marques; Diretora da Área de Divulgação: Vera Cristina Marques de Oliveira Millano; Diretora da Área da Infância, Juventude e Mocidade: Maria Inês Pessotto Paschoa.
  3. Nove conselheiros efetivos para preencheram a vaga dos membros da diretoria executiva. Estes conselheiros são escolhidos entre os suplentes.
  4. Conselho Fiscal, atualmente composto por: Ricardo Turci Carollo Sarabia, Natalia Alves de Lima e Sandra Sueli Vieira Angeloni.

      Para ser conselheiro efetivo é necessário, também, que tenha sido conselheiro suplente por, no mínimo, 3 (três) anos.

      Presença nas reuniões do CD:

             Fazendo parte do CD, duas faltas seguidas nas Reuniões Ordinárias, sem justificativa ou quatro faltas alternadas com justificativas, já excluem o conselheiro de suas funções junto ao CD. Não é permitido faltar mais do que 50% das reuniões ordinárias.

            Quem faz parte do CD, no dia das reuniões, na primeira quinta-feira do mês, às 19h30, deve ter como norma que a tarefa mais importante da Casa é a reunião do Conselho Deliberativo, portanto, faltar à reunião para realizar outra atividade na FEESP, é ausência não justificada.

            Reuniões extraordinárias não computam faltas, porém o nome já demonstra a necessidade de todos estarem presentes, dada a importância destas reuniões.

            Importância de ser associado: A Federação Espírita do Estado de São Paulo necessita da sua contribuição para suprir a parte material das suas despesas, decorrentes de seus projetos sociais, espirituais e educacionais.

            Em “O Livro dos Médiuns”, Segunda Parte, capítulo XXX, no capítulo 2º, artigo 15 do Regulamento da Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas, Allan Kardec já orientava sobre a importância da colaboração financeira dos frequentadores de uma instituição Espírita.

            Convidamos a todos para contribuírem, inicialmente como associados contribuintes, doadores ou mantenedores.

     Associados Contribuintes, conforme o artigo 8 do Estatuto da FEESP – serão aqueles que contribuem, mensalmente, com a importância mínima determinada pela Diretoria Executiva da Federação, sem direito a voto na Assembleia Geral

     Doadores, conforme artigo 104 do Estatuto da Federação são os que contribuem espontaneamente, mensal ou periodicamente com importância destinadas ao custeio das despesas ou aumento do patrimônio da Federação.

     Mantenedores, conforme artigo 103 do Estatuto da Federação, são os que contribuem mensal ou periodicamente com importâncias destinadas exclusivamente para a Assistência Social e Educacional da Federação.

            Nos meses de outubro, são realizadas as efetivações de novos associados contribuintes.

            Que os Benfeitores Espirituais da FEESP possam sempre inspirar a todos os conselheiros para que as melhores decisões sejam tomadas em suas reuniões e para que o amor, ensinado e vivido por Jesus, seja norma de conduta.

Palestras do Mês

Instagram da FEESP